Pela cultura no Rio de Janeiro

Existe uma discussão muito acirrada sobre o papel das Organizações Sociais (chamadas O.S.s) e o impacto, especialmente no contexto da gestão cultural. Enquanto não existe ágora efetiva para esse tema, onde democraticamente os atores culturais em seus mais variados estratos possam ser ouvidos, não podemos nos furtar a divulgar manifestações de grupos organizados que lutam contra o estabelecido. Não é o discurso do 'se hay gobierno, soy contra', mas o de garantir (e fomentar) o choque saudável de idéias. Pessoalmente eu acredito que as O.S.s são uma boa saída... na Ilha da Fantasia (Utopia) ou em mãos realmente sérias. No Brasil, o pouco contato que tive com esse tipo de gestão me mostrou uma acintosa manipulação política, no sentido mais chulo possível. Mas essa é a MINHA opinião e que pode ser alterada por um bom argumento.. Sou sempre favorável ao bom combate.

Por isso estou repassando dos técnicos do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, esse grito.

CONTRA A PRIVATIZAÇÃO DA CULTURA QUE PERTENCE AO POVO!

O governador Sérgio Cabral encaminhou o Projeto de Lei 1975/2009 que propõe a criação de Organizações Sociais para gerir todos os equipamentos públicos da cultura do nosso Estado. Um absurdo!
Tal modelo põe em risco os 4 Corpos Estáveis do Theatro Municipal - a Orquestra, o Coral, o Ballet e a Técnica de Palco, uma vez que a gestão a ser implantada ficará responsável pela contratação desses artistas, sem que eles tenham nenhuma garantia de permanência na Istituição e impossibilitando, assim, o seguimento de suas carreiras.
Pessoas preocupadas com a preservação de um dos maiores patrimônios culturais do nosso Estado, o Theatro Municipal do Rio de Janeiro, bem como dos seus 4 corpos estáveis, tem manifestado seu apoio assinando o abaixo assinado
CONTRA A PRIVATIZAÇÃO DO THEATRO MUNICIPAL E DE TODAS AS DEMAIS CASAS DE CULTURA DA CIDADE DO RJ
.

Urgente!
Por favor assinem!
E ajude repassando pro maior número de pessoas possível!Quanto mais pessoas assinarem esse documento, mais fácil será convencer os deputados a votar pela NÃO APROVAÇÃO DESSE PROJETO! Assim, estaremos preservando todo um patrimônio que é nosso!
Obrigado!

Comentários

Igor T. disse…
Um caso a se pensar, realmente.
Claudia disse…
Vamos aproveitar esse espaço pra isso,Igor!

Postagens mais visitadas