Teatro da Paz: histórias/estórias-visíveis/invisíveis

Clique aqui para ser direcionado ao blog da autora
O Da Paz vai abrir em alto estilo: Festival de Ópera. Não há evento melhor para sua reabertura. Mas não só. Dentro da programação do Festival, também haverá o lançamento do livro "Histórias invisíveis do Teatro da Paz". Não conheço o conteúdo do livro, mas acredito que será uma leitura muito interessante, pois tenho convivido com a obra do Teatro da Paz e ele nos/se revela a cada dia em surpresas.
Temos dessecado ao máximo o Teatro da Paz, através da consultoria de Luiz Pedersoli Jr, para compor um dossiê para o plano de gerenciamento de risco para o patrimônio cultural, que será o início do Plano Estadual de Gestão de Risco para o Patrimônio Cultural. Estamos entrando na alma e nas entranhas deste Teatro e cada vez mais fascinados.
Mas mesmo assim, há quem acredite que o Teatro da Paz deve ficar afastado por fosso com jacarés! (sim, ele disse isso: se não conseguir ler, procure a página 2 do caderno Atualidades de 29/08/2010 - O Liberal de domingo!)

Comentários

Franz disse…
Oi, Claudia! Faz tempo que não venho por estes lados, menina. Parabéns pelo visual.
Um grande abraço, grudado feito ostra em pé de ponte.
Franz
Claudia disse…
Obrigada pela visita Franz! Bom te ver por aqui de novo. Eu também ando com pouco tempo então, te entendo totalmente.
Façamos surgir um tempo para nos conhecermos além dos blogs!
Abraço idem!
Rose disse…
Olá, Claudia
Vi apenas agora esta postagem e agradeço-lhe pela referência ao meu livro. Não conhecia o projeto de gestão de risco que tem o Teatro da Paz como piloto, mas desde já parabenizo os seus autores pela iniciativa e, mesmo sem esse conhecimento, escrevi no meu blog sobre a necessidade de realização de um projeto amplo que desse conta da história das obras realizadas no teatro para a garantia de sua segurança e preservação. Uma dissecação, como vc se referiu. Está lá a proposta. Abraço. Rose Silveira

Postagens mais visitadas