Meme dos segredos

Ou Meme from hell, como disse meu mais novo inimigo Igor T.! rsrs
Essa pessoa me passou a tarefa de revelar seis segredos da minha vida. Renato já fez suas revelações, o que faz dele meu parceiro no buraco onde vamos nos meter depois dessa.
Não sou pessoa de guardar segredos, mas alguns que envolvem outras pessoas, levo para o túmulo e para porta do inferno comigo! Esses, não se preocupem, não estarão aqui. Fico pensando o que estarei fazendo com a minha imagem, mas lá vai!

1. Eu era uma pessoa acima de qualquer suspeita (a vista dos outros), então ninguém seria capaz de desconfiar de algumas coisas que fiz quando criança.
A minha irmã tinha uma caixa de normógrafo, canetas-nanquim e outras coisitas (que acabei herdando) mas que eu não podia chegar perto! Esclarecendo: minha irmã é 8 anos mais velha que eu, o que significa que quando ela já fazia faculdade eu estava na 4ª série. Minha curiosidade e "espírito científico" sempre me levaram a fazer coisas de resultados catastróficos e autoria desconhecida.
Voltando: eu peguei o tubo de tinta nanquim e fui experimentar o que era possível fazer com ela. Cheguei a conclusão: muita cagada! Sei que até meu cabelo ficou pintado.
Cortei meu cabelo, limpei o chão com um pedaço de algodão, coloquei tudo num copo e escondi embaixo da estante.
Dias depois soube que a empregada lá de casa tinha sido despedida: embora ela tenha jurado-de-pé-junto não ter feito a macumba que a minha mãe encontrara no quarto...

2. Mais uma com a minha irmã: sim, fui eu quem cortei a sombrancelha da sua boneca Amiguinha!!!

3. No caminho das experiências científicas: eu taquei fogo no rolo de papel higiênico para ver se queimava em espiral!! Pôxa, gente, eu era criança, assistia muito desenho animado...
E aquela marca de queimado no carpete da sala, sim, também fui eu! Já não era tão pequena, mas estava fazendo minhas experiências pirotécnicas, acreditando que o cinzeiro de louça era isolante térmico. Sim, a ciência acima de tudo!
Entre as experiências pirotécnicas e químicas alguns relatos mais, mas alguns fatos, obviamente, me fogem da memória...

4. Sou uma pessoa muito tímida, apesar de não parecer. Sempre tive problemas de comunicação, que fui aprendendo aos poucos a superar... mas como fui mal entendida! Até hoje! A prova que não tenho vergonha dos meus micos está na postagem Símios.

5. Mais um, segredo profissional: eu fiz teatro amador (talvez por reconhecimento da minha capacidade de ser cara-de-pau), e nesse caminho acabei trabalhando com dublagem (idos de 1980) num estúdio no fim de uma galeria no Méier (zona norte do Rio). Naquela época usava óculos e quando cheguei para fazer o teste, quase não fui aceita. Na verdade, o teste foi ótimo e comecei a trabalhar, com certa reserva do chefe. Dublei de tudo, até Olívia Palito! Mas a maior parte dos filmes era mesmo... sim, pornô de quinta categoria!

6. Eu jurei que viraria a esquina e não pensaria mais no meu primeiro namorado. Quando cheguei na porta do meu prédio, lá estava ele, com um caderno de poesia embaixo do braço, um frio danado, dizendo que tudo ali ele tinha escrito pra mim. Continuamos juntos por um bom tempo, entre idas e vindas...
Sim, esse segredo é o mais perigoso: eu sou uma besta, romântica, facilmente influenciável por um bom argumento.
Isso me fez vir morar em Belém.
E aqui muitos outros memes...
Fui jurada do Programa Everaldo Lobato, vendedora de tele-marketing, criei slogans e logomarcas de várias campanhas eleitorais de uns troços que estão aí no comando, tive uma barraca na feira de artesanato da Praça da República, e outras furadas mais...

Passo a tarefa de revelar seis segredos, aos meus companheiros da blogosfera Jaqueline, Ivan Daniel, Osmar, Karla, Tainá, Thays e ao Acauã.

Comentários

hahaha
papel higiênico queimando em espiral é ótimo!

Postagens mais visitadas