Dia das boas almas

Para quem não sabe que segunda-feira é dedicado como dia das almas, e que Belém possui um sem-número de manifestações ligadas ao culto aos mortos, informo ainda que é, nas segundas-feiras que podemos entrar para passear num dos principais e talvez mais importantes pontos turísticos de Belém: o Cemitério da Soledade.
O IPHAN está capitaneando uma pesquisa que visa subsidiar um antigo sonho: transformar o Soledade num museu contextual de esculturas.
Não pensem que sou uma pessoa mórbida, mas a temática cemiterial é de uma riqueza enorme, como campo de pesquisa em várias áreas. Existem apenas dois pesquisadores em Belém que fazem parte da Associação Brasileira de Estudos Cemiteriais - ABEC, do que me orgulho, embora seja apenas uma amadora (no sentido lato do termo). E entre os pesquisadores do tema não há tristeza. Nunca participei de um evento tão alegre e com pessoas tão generosas como no III Encontro da ABEC, no Museu Antropológico da UFG, em Goiânia, este ano.
Entre essas pérolas da humanidade, a Dra. Antonia Rizzo, pesquisadora da Faculdade de Ciências Naturais e Museu da Universidade Nacional de La Plata, Argentina. Nina, como carinhosamente era chamada por todos, em nenhum momento se furtou a trazer a sua contribuição, sua crítica construtiva, sua vitalidade às discussões. Anos de pesquisa e vivência latino-americana na temática.
Recebemos hoje a notícia que não encontraremos mais a Nina nos futuros eventos, mas que certamente estará como um anjo a abençoar todos aqueles que pesquisam os cemitérios latino-americanos.

Comentários

aaah eu sabia ^^
eu tenho até um livro que fala sobre isso.

eeei, mudei o meu blog.

vai lá :}
beijos
jamevudecanoa.blogspot.com

esse é o endereço agora
eaheaiuhea
beijos
Eu acho que estamos na lista dos que apredem com as pauladas da vida, com os tabefes dos fatos...
Que bom que um texto destes mostra isto, o que infelizmente não acontece com outros, que afinal.. be assunto para outroras.

Postagens mais visitadas