Sobre o conceito de Cultura

O que é Cultura?
Às vezes é difícil definir algo que, de fato, faz parte da nossa construção como indivíduo e sociedade.
A cultura é algo complexo, que se realimenta na circularidade cultural. A cultura paraense não é estanque do resto do mundo! Tem sua identidade própria, sua cara, seu jeito peculiar, e é isso o que vale.
Já não se separa a cultura erudita de cultura popular, senão, como definir o rock paraense, Waldemar Henrique, o Arraial do Pavulagem? Como definir a típica arquitetura, patrimônio cultural paraense, o Ecletismo, cheio de elementos trazidos da Europa? Como valorizar toda a cultura produzida no Período da Borracha, que visava transformar Belém em algo que não era, em sua essência?
Essa questão surgiu na comunidade Blogueiros Paraenses, do Orkut, onde está havendo a eleição do Melhor Blog Paraense. Justamente na categoria Opinião, a que estou participando, surgiu essa discussão! Os excelentes blogs Cultura Maniçoba e Cine Cinéfilo (para os quais eu perderei) levantaram a poeira no terreiro.
Como eu postei lá, a gente não precisa abrir um blog paraense e sentir os cheiros do Ver-o-Peso! A cultura é rica e dinâmica. O cinema nacional tem muita produção e artista paraense, por exemplo. E mesmo a produção paraense se alimenta do cinema comercial também. Muita gente tá votando no blog do Dan por afinidade ao tema, assim como no do Thiago! E, diga-se de passagem, o Thiago prova em seu blog essa circularidade cultural, divulgando a V Mostra Curta Pará Cine Brasil.
Na dúvida, vote em Marcos do Tempo!

Comentários

Jaquinha... disse…
Acho difícil definir a tênue linha entre a cultura e o disfarce dela, que é a alienação.
Tão difícil, que hoje é cultura apoderada pela massificação, ou seja, tá na moda ser cult, mas enfim, cada um tem sua escolha. Não troco meu pop rock alternativo, mas nossas queridas MPB e MPP - paraense - também têm direito a meu prestígio.
Enfim, o importante é O PENSAR, seja em qualquer cultura.

Beijos

flordeluxo
Claudia disse…
"Você ainda pensa, e é melhor do que nada", já disse Lô Borges!
Existe a chamda "fabricação cultural", essa sim é perniciosa! Qualquer forma de produção cultural - rock, pop, tradicional, folclórica, erudita, heterogênea... - desde que seja verdadeira, é extremamente válida.
jornalsanitario disse…
Com certeza, não importa a idade, nunca é tarde ou cedo demais para fazer a diferença.E sim, isso também me comove muito, a insensibilidade de todos, parecem balões cheios de ar flutuando pelo mundo, vão aonde o vento os leva, não escolhem seus rumos, não param para refletir por onde passam.
Sobre a Cultura, é um conceito tão comentado e tão pouco compreendido ao mesmo tempo, acho que toda produção coletiva/individual que expresse os costumes, os sonhos pode ser considerada cultura.Só que ela provem de dois pólos: da indústria e das próprias pessoas.Eu, particulamente, ainda sou das antigas e gosto quando as pessoas mostram um pouco o que tem debaixo da máscara social, mas a indústria nos possibilita coisas interessantes também, com suas raras exceções!Eita, escrevi demais, desculpa!
Abraços :*
Claudia disse…
Escreva sempre! E o quanto quiser!

Postagens mais visitadas